sábado, novembro 24, 2007

"Filatelia: Selo de 100 mil réis de 1853, avaliado em 770 mil euros, é a principal atracção da exposição Iberex em Boticas"

"Boticas, 26 Nov (Lusa) - Um selo de 100 mil réis de 1853, avaliado em 770 mil euros, é uma das principais atracções da Iberex - XV Exposição Filatélica Luso-Espanhola, patente em Boticas até domingo.
O coleccionador Óscar Marinho começou a juntar selos aos 15 anos e hoje, com 70 anos, mostra com orgulho a sua colecção de selos clássicos portugueses, onde se insere o de 100 réis da época de D. Maria II.
"A minha colecção não tem preço. É impagável" afirmou à Lusa o filatelista de Melgaço.
Dos muitos selos que guarda num lugar que recusa revelar, Óscar Marinho gosta de expor a colecção de selos primitivos, feitos entre 1853 a 1870, os que diz terem sido os primeiros selos portugueses.
"Trata-se de selos em relevo que eram feitos um a um, não há um selo igual ao outro e a cada diferença chama-se um cunho", explicou.
Óscar Marinho começou a coleccionar selos depois de ter tido um acidente em que partiu a clavícula.
"Fui a um endireita, que havia em Melgaço, que coleccionava selos. Para não chorar deu-me uma quantidade de selos e a partir daí não parei", salientou.
Diz ter adquirido selos em leilões, trocas com colegas e até em feiras no estrangeiro e é também lá fora, em países como França, Itália ou Espanha, que gosta de mostrar as suas "relíquias".
Paulo Sá Machado, presidente da direcção da União de Colectividades Filatélicas do Norte de Portugal (UFINOR), referiu que o valor das colecções de selos em exposição em Boticas está avaliada em cerca de 10 milhões de euros.
"Temos peças muito antigas, muito caras e valiosas", salientou o responsável.
O certame conta com a representação de 28 filatelistas espanhóis e 30 portugueses.
A Iberex é uma das maiores realizações filatélicas que se realiza em Portugal e Espanha de dois em dois anos.
A primeira edição decorreu, em 1979, no Porto, passando depois pela Póvoa de Varzim, Braga, Guimarães, Santo Tirso, Vigo, Corunha, Pontevedra, Orense e Tui.
No âmbito desta exposição, a Câmara de Boticas aderiu à iniciativa "selo personalizado" dos Correios de Portugal e solicitou a emissão de um selo dedicado ao Guerreiro Calaico/Lusitano, do século I d.C, encontrado no concelho, dos quais foram feitos 800 exemplares que entraram em circulação a 24 de Novembro, data da abertura da mostra.
Durante toda a semana, a organização espera a visita de centenas de espanhóis."
in, PLI - Lusa

2 comentários:

  1. Não existens selos de 100 000 reis
    e muito menos por esse preço???

    ResponderEliminar
  2. O autor muito provavelmente queria dizer 100 reis de 1853. Tendo emconta o seu estado e as suas margens até nem á um valor exagerado. Depende do exemplar em causa.

    ResponderEliminar