quarta-feira, outubro 24, 2012

Paródia

Nº1, de 1 de Setembro de 1980


Acerca da publicação da revista "Paródia", escreveu José Vilhena no primeiro número que lançou: 

"Ao retomarmos, passados todos estes anos, o título da mais famosa das «folhas de humor» de Rafael Bordalo Pinheiro, não queremos ser acusados de cometer um abuso ou uma apropriação; como não é nosso propósito imitar, macaqueando, o inexcedível mestre do humor, justificado pela sua época e cuja sensibilidade hipercrítica teve um conjunto de motivações que não são exactamente as de hoje...Embora, em 1980, os falsos valores continuem a pautar uma sociedade decadente e hipotecada; não faltem, aos políticos, a incompetência, a ambição do poder e a corrupção; nem seja a actual porca menos grande e gorda que a de Bordalo, nem menos sôfregos os que nela procuram mamar.
Se a nossa Paródia não negar a sua Paródia, sobrar-nos-ão motivos de júbilo e sentir-nos-emos realizados, já que nos falece a força para derrubar regimes e outros altos cometimentos."

Para informações acerca de disponibilidade e preço dos produtos, contacte-nos para : collectus@gmail.com
Visite-nos no Facebook em: Collectus- Loja de Colecções